Pelo menos 25 pessoas, na sua maioria estudantes, morreram na sequência de um incêndio que deflagrou numa escola religiosa em Kuala Lumpur, anunciou o departamento de bombeiros da capital da Malásia.

Segundo a informação que temos, 25 estudantes e professores morreram no incêndio” ocorrido numa escola no nordeste de Kuala Lumpur, indicou fonte dos bombeiros ao jornal The Star.

O fogo deflagrou na escola Tahfiz Darul Quran Ittifaqiyah, no bairro de Datuk Keramat.

As vítimas “podem ter sucumbido à inalação de fumo ou ter sido apanhadas pelas chamas”, afirmou o diretor dos bombeiros de Kuala Lumpur à agência noticiosa francesa AFP.

Penso que é um dos piores dramas dos últimos 20 anos. Vamos investigar as causas do incêndio”, acrescentou.

As vítimas mortais são 23 estudantes e dois professores. Doze alunos e dois docentes conseguiram fugir, mas pelo menos quatro ficaram feridos com gravidade e foram hospitalizados, indicaram as autoridades.

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, enviou as condolências aos familiares das vítimas, através de uma mensagem publicada na sua conta de Twitter, a partir dos Estados Unidos, onde se encontra em visita oficial.