Dois estudantes foram hoje mortos durante protestos contra os projetos de reforma da educação apresentados pelo governo da Presidente Michelle Bachelet, informou a polícia.

Testemunhas adiantaram que as vítimas, com 18 e 24 anos, foram atingidas por disparos feitos por um homem, com 22 anos, quando procuravam pintar palavras de ordem e colar cartazes na casa deste, na cidade de Valparaíso, situada a 120 quilómetros a oeste da capital.

O autor dos disparos foi detido.