O Presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud, revelou esta segunda-feira que o atentado com um carro-bomba perpetrado no domingo fez 13 mortos, classificando-o como um ato de «desespero» dos rebeldes Shebab.

O atentado ocorreu na tarde de domingo numa estrada movimentada que vai dar ao distrito governamental, no exterior de um café popular.

«Mostra o desespero do Al-Shebab, porque eles apenas ferem civis inocentes», disse o chefe de Estado em comunicado, atualizando o número de vítimas mortais, dado que o inicial balanço era de quatro.