O grupo extremista Estado Islâmico confirmou esta quarta-feira a morte de Omar, o Checheno, um dos seus principais líderes, segundo a agência Amaq, ligada àquela organização radical.

Citando uma “fonte militar”, a Amaq noticiou que Omar foi morto na “cidade de Chargat quando participava numa batalha na cidade de Mossul”, o bastião do grupo extremista no norte do Iraque.

Conhecido pela barba vermelha, “Omar, o checheno” tinha como verdadeiro nome Tarkhan Tayumurazovich Batirashvili.