Pelo menos nove pessoas morreram e 43 ficaram feridas num atropelamento, aparentemente intencional, por um automóvel, ocorrido hoje numa praça movimentada da cidade chinesa de Hengyang (centro do país), noticiaram meios locais.

O condutor, um homem de 54 anos, foi detido pela polícia depois de ter avançado com o seu automóvel na praça Binjiang.

O homem também poderá ter atacado algumas das vítimas com uma arma branca, já que meios locais relatam que algumas pessoas apresentavam ferimentos de punhaladas.

As autoridades locais consideraram, num comunicado, que se tratou de um “ato deliberado” e com a intenção de causar danos máximos, mas não referiram estar em causa um ataque terrorista.

Yang teria antecendentes criminais por delitos relacionados com drogas e fogos postos, segundo o comunicado do governo local, que referiu que a polícia prossegue as investigações e os feridos foram investigados.

Imagens de vídeo captadas por testemunhas mostram dezenas de pessoas a correr, em pânico, a fugir da praça, e pessoas feridas no chão e outras a tentar ajudá-las.