Procuradores brasileiros estão a investigar relatos de que os garimpeiros podem ter matado índios de uma tribo isolada na Amazónia.

A Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão responsável pela proteção dos índios do Brasil, informou em comunicado divulgado hoje que pediu aos procuradores que examinassem o assunto depois de ouvir relatos sobre um ataque contra indígenas que vivem em Vale do Javari, no Amazonas.

Os índios que podem ter sido assassinados não têm contacto com o homem branco e moram nas proximidades dos rios Jandiatuba e Jutaí, na fronteira do Brasil com o Peru, a cerca de mil quilômetros de Manaus, capital do Amazonas.