As explosões registadas na noite de quarta-feira num armazém de Tianjin, norte da China, a 145 quilómetros de Pequim, causaram 44 mortos, mais 37 do que foi inicialmente estimado, disse hoje a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.










Atenção que o vídeo pode impressionar as pessoas mais sensíveis










"O chão tremia ferozmente, os carros e edifícios próximos começaram a tremer, os vidros de alguns edifícios quebraram toda a gente começou a correr"