Quatro turistas que posaram nus no Monte Kinabalu, na Malásia, foram condenados a três dias de prisão e a pagar uma multa de 1187 euros cada um. Como todos eles já tinham estado detidos durante três dias, saíram imediatamente em liberdade. O tribunal também ordenou a sua expulsão do país.

Em tribunal, a britânica Eleanor Hawkins, as canadianas Lindsey e Danielle Peterson, e o alemão Dylen Snel admitiram ter causado distúrbios públicos.

O grupo foi acusado por um ministro malaio de ter causado um terramoto que matou mais de 19 pessoas. O sismo, com uma magnitude de 5.9 na escala de Richter, teve lugar perto da montanha Kinabalu, uma semana depois de os turistas terem tirado fotos despidos no local.