Um carro-armadilhado explodiu num posto militar no sudeste da Turquia, região de maioria curda, matando um soldado e ferindo quase 50 pessoas, informou esta terça-feira fonte militar.

As autoridades turcas atribuíram o ataque, ocorrido na noite de segunda-feira, que teve como alvo um posto militar no distrito Hani, na província de Diyarbakir, aos rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Segundo a mesma fonte, citada pela agência AFP, entre os 47 feridos figuram oito civis.