Um incêndio destruiu parte do campo de migrantes Grande-Synthe, perto do porto de Dunkirk, no norte de França.

De acordo com as autoridades, as chamas deflagraram depois de uma rixa com facas entre grupos de migrantes. Pelo menos dez pessoas ficaram feridas, três delas com gravidade.

A polícia francesa anti-motim teve de intervir, o que originou confrontos entre as forças de segurança e um grupo de cerca de 100 migrantes.

Um dos migrantes foi atropelado por um carro numa estrada no exterior do campo e encontra-se em estado crítico.

Neste campo de migrantes vivem 1000 e 1500 pessoas, sendo que a maior parte delas é de origem curda ou afegã.