A marcha silenciosa de solidariedade para com as vítimas dos atentados dos últimos dias em França arrancou em Paris cerca das 14:25, hora de Lisboa, e na linha da frente está o presidente francês, François Hollande.

O presidente francês está ladeado por figuras como o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico David Cameron.

A marcha, que junta vários quadrantes políticos, intelectuais e religiosos de França, arrancou pelas 15:25 de Paris, menos uma hora em Lisboa, e partiu da Praça da República, percorrendo diversas artérias até terminar na Praça da Nação.

Desde quarta-feira, registaram-se três incidentes violentos na capital francesa, incluindo um sequestro, que, no total, fizeram 20 mortos, incluindo os três autores dos atentados, e começaram com o ataque ao jornal Charlie Hebdo.

Líderes estrangeiros desfilaram 20 minutos

Os chefes de Estado presentes em Paris para a marcha silenciosa de solidariedade com as vítimas dos atentados dos últimos dias em França estiveram 20 minutos na linha da frente da manifestação, que arrancou às 14:25 de Lisboa.

O presidente francês, François Hollande, liderou a marcha e esteve ladeado por figuras como o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

Hollande, frisa a agência France-Presse, cumprimentou durante a marcha as famílias das vítimas mortais dos atentados desta semana.