O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, felicitou esta segunda-feira os portugueses pelo 10 de junho, numa declaração em que destacou a relação especial com Portugal e em que disse acreditar no aprofundamento das relações entre os países.

Num declaração em nome do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, John Kerry assinalou hoje o Dia de Portugal, destacando a «forte ligação» histórica entre Portugal e os Estados Unidos, com povos dos dois países a cruzarem o oceano Atlântico «em busca de oportunidades e aventura».

Kerry sublinhou ainda os laços até de natureza familiar que ligam Portugal e os Estados Unidos, destacando o seu próprio caso, em que a sua mulher tem ascendentes portugueses. Teresa Heinz Kerry nasceu em Moçambique na época colonial, filha de pai português.

Além disso, afirmou, ao longo de quase três décadas representou, no Senado dos Estados Unidos, uma das maiores comunidades luso-americanas. John Kerry foi senador do Massachusetts, um estado onde existem muitos emigrantes açorianos.

O governante dos Estados Unidos, responsável pela política externa da administração norte-americana, disse ainda que hoje é «forte a parceria» entre Portugal e o seu país e antecipou que «se aprofundará nos próximos anos».

«Trabalhamos juntos para promover a paz mundial e a segurança na NATO e nas Nações Unidas e para promover a prosperidade através da expansão dos nossos laços comerciais, incentivando o empreendedorismo, a inovação e criando oportunidades para os jovens de todo o mundo», afirmou.

John Kerry, que termina o comunicado a dizer que, no 10 de Junho, o povo americano comemora com os portugueses o Dia de Portugal, recordou ainda o encontro de janeiro com o Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Rui Machete, no qual disse ter tido a oportunidade de partilhar o «afeto pessoal para com o povo de Portugal e com a cultura portuguesa».