As autoridades espanholas anunciaram hoje que detiveram 89 pessoas durante o desmantelamento de uma rede de traficantes de seres humanos, que entravam na Europa oriundos da China.

No total, 89 pessoas foram presas no âmbito de uma investigação sobre o "tráfico ilegal de seres humanos", revelou o Ministério do Interior espanhol, em comunicado.

A rede afetava cidadãos chineses e paquistaneses, disse o ministério, sem especificar a nacionalidade dos detidos.