A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou esta sexta-feira a Cabo Verde a adoção de um plano de comunicação sobre a epidemia de vírus Zika dirigido especialmente às mulheres grávidas ou que pretendem engravidar.

A recomendação foi feita pelo representante da OMS em Cabo Verde, Mariano Castellón, à saída de uma audiência com o presidente da Assembleia Nacional cabo-verdiana, Jorge Santos.

"Chamei à atenção sobre a necessidade de colocar em prática um plano estratégico de comunicação claro sobre os riscos da epidemia do zika em Cabo Verde, mas também em relação à febre-amarela, dengue e chikungunya uma vez que o vetor é o mesmo", disse Mariano Castellón, citado pela agência cabo-verdiana de notícias Inforpress.