Um grupo de moradores incendiou uma favela em Osasco, São Paulo, como forma de protesto pela desocupação forçada exercida pela Polícia Militar.

O fogo alastrou-se rapidamente e o Corpo de Bombeiros precisou intervir. Chegaram a registar-se oito focos de incêndio, mas não há feridos.

Segundo as autoridades, não há registo de confrontos entre moradores e a polícia.

A comunidade Nelson Mandela, em Osasco, tem cerca de três mil barracas e albergava cerca de quinze mil pessoas.