Um sexto suspeito dos atentados de Bruxelas foi detido na operação antiterrorista que decorreu na noite desta sexta-feira, além de Mohammed Abrini, foragido dos atentados de Paris, e Osama Krayem, conhecido como Naeem Al Ahmed. 

A notícia foi avançada pela VTR e confirmada entretanto pelo ministro da justiça belga. Aquele canal flamengo avança que o sexto suspeito será Bilal El Makhoukhi, um belga condenado no processo contra o grupo pró-jihadista Sharia4Belgium na Antuérpia.

A procuradoria federal belga já tinha anunciado ontem a detenção de cinco pessoas no âmbito da investigação dos atentados de Bruxelas do dia 22 de março.

El Makhoukhi foi condenado a cinco anos de prisão, dos quais cumpriu dois e depois ficou em liberdade sob vigilância eletrónica, que segundo a emissora terminou no mês passado. O suspeito viajou para a Síria no final de 2012 para combater em Aleppo e regressou à Bélgica ferido, sem uma das pernas, em dezembro de 2013.

De acordo com a VRT, este suspeito foi detido em casa dos pais no distrito de Laeken, onde a polícia manteve aberta uma operação até à noite, além daquela que decorreu noutro bairro da capital belga, Anderlecht, onde Abrini foi detido pela tarde.