Um incêndio de grandes proporções destruiu, na madrugada deste domingo, um edifício de apartamentos em Los Angeles.



As chamas podiam ser avistadas a vários quilómetros do local e o alerta foi dado por volta da 1h20. No local estiveram cerca de 250 bombeiros e o edifício abrangia uma área total aproximada de 121 mil metros quadrados, sendo que um terço foi consumida pelo incêndio.

O comandante dos bombeiros Jaime Moore disse, ao jornal «Los Angeles Times», que um incêndio destas proporções é considerado de origem criminosa porque «é muito raro ver um prédio inteiro ser engolido pelas chamas de uma só vez».

Os bombeiros vedaram o acesso ao quarteirão, mas não conseguiram evitar que algumas janelas dos edifícios circundantes se quebrassem na sequência das altas temperaturas geradas pelas chamas.

«Parecia uma bomba acabada de explodir», comentou o comandante da corporação de bombeiros de Los Angeles, Rick Godinez.

O incêndio só viria a ser dado como circunscrito perto das 10h desta segunda-feira.

Os investigadores vão examinar o que restou do edifício para compreender o que aconteceu. Na investigação serão usados cães treinados para reconhecer produtos inflamáveis.