Pelo menos cinco estrangeiros foram resgatados de um hotel tomado, na sexta-feira, por homens armados em Sévaré, centro do Mali, onde permanece um número indeterminado de reféns e um tiroteio fez pelo menos sete mortos, informaram fontes militares.

“Não podemos dizer que acabou tudo, mas vários reféns foram libertados pelas forças malianas destacadas para a zona do Hotel Byblos em Sévaré”, disse hoje fonte militar.


Outra fonte indicou que as forças especiais do Mali resgataram reféns, incluindo cinco estrangeiros, os quais “foram retirados para Bamako”, sem, contudo, ser capaz de especificar as nacionalidades.

Um grupo de extremistas islâmicos atacou o hotel onde está instalada uma missão da ONU no país. 

Há registo de, pelo menos, sete mortos. Quatro das vítimas são soldados malianos. Um estrangeiro caucasiano também morreu. Dois terroristas foram mortos, disse fonte do exército à Reuters. 

O ataque não foi ainda reivindicado, mas o país vive numa instabilidade política. Há suspeitas de que o grupo extremista Ansar Dine esteja por trás, já que reclamou a autoria de alguns dos homicídios ocorridos no país.