O secretário-geral adjunto da ONU para os Assuntos Políticos reuniu-se esta quinta-feira com o ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano em Pyongyang, no âmbito de uma rara visita oficial ao país iniciada na terça-feira.

Jeffrey Feltman encontrou-se com Ri Yong Ho no quadro daquela que figura como a visita de mais alto nível das Nações Unidas à Coreia do Norte desde 2010.

Desconhece-se, de momento, o teor das conversações. Segundo os meios de comunicação oficiais norte-coreanos, na véspera, num encontro com o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Jeffrey Feltman abordou a ajuda e operações da ONU na Coreia do Norte.

Seis agências da ONU, com cerca de 50 funcionários internacionais, encontram-se representadas na Coreia do Norte.

A visita de Jeffrey Feltman, antigo funcionário do Departamento de Estado norte-americano, tem lugar numa altura de forte tensão, dado que ocorre poucos dias depois do lançamento de um míssil balístico intercontinental (ICBM) pelo regime de Kim Jong-Un, com capacidade, segundo Pyongyang, para atingir qualquer parte do território continental dos Estados Unidos.

A visita de Feltman responde a um convite pendente há “muito tempo” para manter um “diálogo político” entre Pyongyang e as Nações Unidas, explicou, antes do início da visita, um porta-voz da ONU.

A última visita de um responsável da ONU à Coreia do Norte realizou-se em outubro de 2011.