Pelo menos 14 elefantes morreram envenenados no Zimbabué nas últimas semanas, 11 dos quais poderão ter sido vítimas de caçadores furtivos, indicaram esta quarta-feira as autoridades dos parques nacionais.

“Onze elefantes morreram de envenenamento químico no parque nacional de Hwange (oeste do Zimbabué) e na reserva de Deka (adjacente ao parque) e três outros foram envenenados num aterro sanitário”, anunciou a porta-voz das autoridades dos parques naturais do Zimbabué, Carol Washaya, num comunicado.

Cinco dos elefantes “foram envenenados por caçadores ilegais no parque de Hwange” e seis outros foram encontrados mortos por uma patrulha de guardas fora do parque, adiantou.