Os jihadistas do Estado Islâmico tomaram controlo de parte da cidade síria de Kobane, com elevado valor estratégico, junto à fronteira com a Turquia, depois de uma acesa luta com forças curdas.

Kobane tornou-se um campo de batalha estratégico entre o Estado Islâmico e os seus opositores, incluindo os Estados Unidos e os seus aliados árabes e ocidentais.

Ao tomarem Kobane, as forças do Estado Islâmico ficam com o controlo de um vasto território junto à fronteira com a Turquia.