Várias pessoas ficaram esta quinta-feira feridas em Conacri, capital da Guiné-Conacri, em confrontos com a polícia na sequência de protestos contra o calendário eleitoral.

Segundo os números avançados pelas autoridades do país, nos protestos ficaram feridas quatro pessoas, mas a oposição política afirmou que foram 10.

O Governo referiu também, em comunicado, que duas pessoas foram detidas por causa de “manifestações não autorizadas”, mas o líder da oposição e antigo primeiro-ministro, Diallo, disse ter havido “muitas detenções”.