«O Boko Haram não deve continuar a aterrorizar brutalmente os civis inocentes na Nigéria, Camarões, Chade e Níger. Esta matança desenfreada deve parar», disse uma das porta-vozes do Departamento de Estado, Marie Harf.

«Os Estados Unidos apoiam os Governos e os povos da região que enfrentam esta ameaça. Estamos a responder a pedidos dos Camarões, Chade, Níger e Nigéria e vamos continuar a dar o nosso apoio», acrescentou.

Os contínuos ataques do Boko Haram, que alargou a sua ação do nordeste da Nigéria aos Camarões, ameaçam cada vez mais o equilíbrio regional, pressionando também o Níger e o Chade.