Paris vai abrir o seu primeiro campo de refugiados em meados de outubro, anunciou esta terça-feira a presidente da Câmara Municipal da capital francesa, Anne Hidalgo, acrescentando que terá capacidade para 400 pessoas e será dedicado exclusivamente a homens.

O centro de emergência, que será erguido numas antigas instalações ferroviárias na zona norte de Paris, substituirá os campos improvisados que continuam a aparecer pela cidade.

Hidalgo, que anunciou a construção do campo em maio, declarou que os refugiados que pretendem obter asilo serão autorizados a permanecer no campo "cinco a dez dias", recebendo cuidados médicos e psicológicos.