O Parlamento Europeu (PE) quer que a Comissão Europeia e os Estados-membros suspendam as negociações de adesão da Turquia à União Europeia (UE) se o pacote de reformas constitucionais previsto por Ancara for aplicado sem alterações.

As negociações de adesão com a Turquia devem ser formalmente suspensas “caso o pacote de reformas constitucionais seja aplicado sem alterações”, diz um relatório hoje aprovado em plenário por 477 votos a favor, 64 contra e 97 abstenções.

Os eurodeputados consideram que a proposta de alterações à Constituição turca não respeita os princípios fundamentais da separação de poderes e que não está em consonância com os critérios de Copenhaga, que definem as condições para a entrada de um país no clube europeu.

O Parlamento Europeu lamenta que se tenha registado uma "regressão nos domínios do Estado de direito e dos direitos humanos".