Pelo menos oito pessoas morreram e 84 foram resgatadas pela guarda costeira italiana, após o naufrágio de uma embarcação na costa da Líbia, anunciaram hoje as autoridades italianas.

A embarcação em dificuldades foi avistada por uma aeronave de patrulha marítima da operação europeia Sophia, encarregada desde 2015 de lutar contra o tráfico de seres humanos no Mediterrâneo.

Segundo a guarda costeira italiana, foram recuperados oito corpos sem vida e 84 migrantes foram resgatados.

No entanto, duas organizações não-governamentais (ONG) de socorro afirmaram que pelo menos 25 pessoas morreram no naufrágio desta embarcação, que transportava cerca de 150 migrantes.

“Naufrágio de um barco insuflável ao norte de Tripoli. Pelo menos 25 pessoas morreram no acidente, o número exato ainda não está claro. A Marinha italiana está no local”, afirmou a ONG alemã Sea Watch, através do Twitter.

A organização espanhola Proactiva Open Arms, cujo barco não esteve envolvido no socorro, afirmou que muitos migrantes estiveram nas águas durante horas antes de serem salvos e que pode haver dezenas de desaparecidos.