A Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES, sigla inglesa) autorizou a retoma do comércio de prémios da caça desportiva do hipopótamo de Moçambique, noticiou esta terça-feira a imprensa estatal.

A decisão foi tomada durante uma reunião do comité permanente da CITES, que terminou na segunda-feira em Genebra, Suíça, e surge na sequência de uma proposta moçambicana.

A caça e o comércio de partes de hipopótamo como troféu tinham sido suspensos em 2012 por não haver dados exatos sobre o número de animais em Moçambique.

No entanto, segundo dados oficiais, o país já terá mais de 7.000 membros da espécie, o que permitirá a caça de 40 hipopótamos por ano, sem prejuízos para o ambiente.

Noutro ponto da reunião, o comité permanente da CITES saudou os progressos feitos por Moçambique na implementação de um plano nacional de combate ao tráfico de marfim.