Três pessoas morreram devido às inundações no sudoeste do México, onde 200 pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas por meios aéreos, segundo informaram as autoridades no domingo.

Estas são “as chuvas mais fortes dos últimos 32 anos em Tuxtla”, estimou o governador do estado mexicano de Chiapas, Manuel Velasco, através da sua conta de Twitter.

Três pessoas morreram depois de ficarem presas dentro das suas viaturas devido às chuvas que inundam as vias, anunciou a proteção civil do estado do sul.