A polícia brasileira usou bombas de gás lacrimogéneo para fazer dispersar uma concentração de pessoas na zona oeste de São Paulo, Brasil, que tinham participado num protesto contra o Presidente Michel Temer.

O protesto, que começou na zona da Avenida Paulista e seguiu até o Largo da Batata, na zona oeste da cidade, reuniu 100 mil pessoas, segundo os organizadores, e decorreu de forma pacífica até o encerramento oficial.

Os participantes pediam a saída do novo Presidente Michel Temer e a realização de eleições.