Onze alpinistas ficaram feridos e 137 ficaram encurralados no monte Kinabalu, na província de Sabah, na Ilha do Bornéu, na Malásia, após um sismo de magnitude seis.

O tremor de terra, que durou aproximadamente um minuto, provocou deslizamentos e avalanches e o desabamento de duas icónicas formações rochosas, batizadas de “orelhas de burro”, onde se pratica escalada, confirmou o ministro do Turismo malaio, na rede social Twitter.

Masidi Manjun também indicou que as autoridades iniciaram as operações de resgate dos alpinistas que ficaram encurralados. Dois dos feridos já foram retirados, mas há mais nove que permanecem no local, devido às dificuldades de acesso à zona.