Um novo temporal, acompanhado por fortes tempestades de neve e baixas temperaturas, que se estende desde o norte do Texas (sul) até à Nova Inglaterra (costa nordeste) está a afetar esta quinta-feira 94 milhões de pessoas nos Estados Unidos.

O serviço de meteorologia emitiu diversas advertências para a existência de granizo desde o Alabama até à zona oriental do Mississippi, e alertas de tormentas invernais com neve desde os estados do Atlântico médio (Delaware, Maryland, New Jersey, Nova Iorque, Virgínia e a capital federal Washington), até ao sul da Nova Inglaterra.

Foram ainda emitidas advertências de inundações na zona central dos Apalaches e alertas de grande acumulação de neve em algumas localidades do Kentucky, que podem ultrapassar 50 centímetros.

Uma centena de veículos ficaram bloqueados na estrada I-65, enquanto o governador do Kentucky declarou o estado de emergência pela segunda vez em menos de um mês devido ao estado do tempo, e que permite a mobilização da Guarda nacional.

Em Nova Iorque, o aeroporto de La Guardia encerrou todas as pistas, após um avião da companhia Delta Airlines proveniente de Atlanta ter saído da pista durante a aterragem, mas sem registo de feridos, em plena tempestade de neve que atinge a cidade, que registou o mês e fevereiro mais frio desde 1934.

Em Washington, o Governo suspendeu as suas atividades e a cidade declarou o estado de emergência devido a uma tempestade de neve que forçou ao encerramento de escolas e estabelecimentos na área metropolitana, onde se esperam 20 centímetros de neve.

O Presidente dos EUA Barack Obama, e o vice-presidente Joe Biden, mantiveram uma reunião privada mas cancelaram as restantes atividades durante o dia, enquanto a Casa Branca também decidia anular a conferência de imprensa diária.