Pelo menos 26 pessoas morreram num atentado e confrontos entre as forças do regime e combatentes do Estado Islâmico na cidade síria de Deir al Zur, nordeste, revelou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos esta quinta-feira.

De acordo com a mesma fonte, 19 das vítimas eram efetivos governamentais que perderam a vida no atentado e nos confrontos que ocorreram depois nas imediações do aeroporto militar da povoação, nas mãos das autoridades, como cita a Lusa.

Um suicida do Estado Islâmico fez deflagrar uma bomba junto de uma loja de pescado nas proximidades da base militar, gerando, de seguida, outros combates no vizinho bairro de Huya al Mariyia.

A «Paris-Match» publica esta quinta-feira uma entrevista com o presidente sírio Bashar Al-Assad, em que fala da sua luta contra os jihadistas e da «ineficácia» dos ataques aéreos levados a cabo pelos Estados Unidos.