Cinco soldados ucranianos morreram e 39 outros ficaram feridos em combates, ocorridos esta segunda-feira, entre as forças de segurança e as milícias separatistas pró-russas, informou esta quinta-feira o conselheiro da presidência da Ucrânia, Yuri Biriukov.

As autoridades ucranianas acusaram as forças separatistas de lançar, durante a madrugada de quarta-feira, uma ofensiva de grande escala contra Marinka e Krasnogorovka, localidades situadas a menos de 20 quilómetros a oeste de Donetsk.

Esta manhã, tanto as duas localidades como a própria cidade de Donetsk, viviam uma tensa calma, sem registo de confrontos desde a meia-noite.

Confrontos no leste matam 24 pessoas


Pelo menos 24 pessoas morreram em novos confrontos no leste da Ucrânia, onde Kiev acusa os separatistas de lançar uma grande ofensiva, segundo estimativas de ambos os lados.

Os separatistas pró-russos informaram que 14 rebeldes e cinco civis morreram nas últimas 24 horas, enquanto as autoridades ucranianas deram conta de que cinco soldados foram mortos em confrontos.