Quatro soldados morreram na sequência de ataque perpetrado alegadamente por rebeldes muçulmanos na província de Yala, no conturbado sul da Tailândia, segundo informam esta quinta-feira os ‘media’ locais.

Segundo o diário The Nation, um grupo de rebeldes abriu fogo, na noite da passada sexta-feira, à passagem de uma viatura em que seguiam membros do exército, embora à civil, causando a morte de todos os passageiros.

Mais de 6.000 pessoas morreram no sul da Tailândia desde que o movimento separatista muçulmano voltou a pegar nas armas, em 2004.