O Jornal de Angola denuncia esta sexta-feira, em editorial, a "instrumentalização da Justiça portuguesa" para "lançar na lama" o nome de dirigentes angolanos, referindo-se em concreto à investigação envolvendo o vice-Presidente, Manuel Vicente.

Depois de tanto fracasso, voltam desta vez a atentar contra a honra, o bom-nome, a imagem e a reputação do vice-Presidente de Angola, procurando envolvê-lo em mais um escândalo de corrupção de tantos que atravessam hoje Portugal e a Europa e que revelam o estado de imoralidade e falta de integridade preocupante que se nota em alguns círculos do velho continente", aponta o editorial publicado no jornal estatal.

Intitulado de "Vingança de colono", o editorial afirma que "depois dos artifícios fracassados da desestabilização militar e da guerra" e que "depois de perderem no campo das eleições" e de "falharem no domínio bancário e económico", os "responsáveis da antiga metrópole colonial manipulam agora os corredores da Justiça para tentarem conseguir os seus intentos de neocolonização".