Quase 16 milhões de pessoas estão em risco por causa da fome na África Austral. O alerta é dado pela ONU.

A seca extrema que se faz sentir naquela região, efeito do El Niño, pode vir a afetar 50 milhões de pessoas. Por isso, o Programa de Alimentação pede, segundo a Reuters, uma resposta rápida e “coordenada” por parte da comunidade internacional, de acordo com um relatório a que a Reuters teve acesso.