A Venezuela acusou o Twitter de violar a liberdade de expressão ao suspender a conta do atual governador do Estado central de Arágua e ex-ministro do Interior e Justiça, Tarek El Aissami.

«A empresa Twitter decidiu suspender (na quinta-feira) a conta do Governador de Arágua, Tareck El Aissami, em violação da liberdade de expressão», disse a ministra de Comunicação e Informação da Venezuela, Delcy Rodríguez.

A Venezuela vai avançar com ações legais contra a empresa detentora do Twitter «por esta prática abusiva e ilegal» de «intempestivamente decidir suspender a conta de um líder da revolução» bolivariana, afirmou Delcy Rodríguez, exigindo a imediata reativação da conta.

O mesmo governo que foi alvo de uma campanha com figuras públicas precisamente pela defesa da liberdade de expressão e dos direitos humanos no país. Veja aqui as fotos da Miss Universo 2009 amordaçada perante a objetiva de Daniel Bacci. A jovem posou com a coroa, mas amordaçada e com uma lágrima no rosto sujo a simular sangue.

O mesmo governo que iniciou o processo legal para revogar a nacionalidade a Maria Conchita Alonso, uma conhecida atriz cubano-venezuelana, crítica do atual poder do país.