Uma mulher morreu e outras 16 pessoas ficaram feridas na quinta-feira na sequência da explosão de uma granada num centro educativo na província equatoriana de Guayas, informaram os serviços de emergências do país.

 

O ministro do Interior, José Serrano, explicou, por seu lado, que se tratou de uma explosão de uma granada que estava na posse um jovem.

“Estamos a investigar a origem e o motivo por que o estudante tnha este artefacto”, escreveu o ministro no Twitter.