Há cada vez mais crianças refugiadas e não acompanhadas por adultos que se encontram em celas da polícia, na Grécia. O número aumentou de “forma alarmante”, acusa a Human Rights Watch numa mensagem ao governo de Atenas.

A Human Rights Watch remete para os dados divulgados pelo próprio Centro Nacional de Segurança Social grego, que indicam que 117 crianças estão sob a custódia da polícia enquanto aguardam, durante longos períodos, a transferência para abrigos destinados aos refugiados.

As preocupações da organização de direitos humanos sobre as crianças foram enviadas para o ministro para as Políticas Migratórias do Executivo da Grécia, Yiannis Mouzalas.