A ONU declarou o nível mais alto de emergência humanitária no Iémen e apelou à comunidade internacional para aumentar com urgência a ajuda ao país, devastado pela guerra.
 
De acordo com a Organização das Nações unidas, 80% da população, mais de 21 milhões de pessoas precisam de ajuda.
 
Os ataques de uma coligação internacional liderada pela Arábia Saudita tem feito ataques aéreos para deter uma ofensiva dos rebeldes 'Huthi', apoiados pelo Irão.
 
13 milhões de pessoas enfrentam falta de alimentos e mais de nove milhões não tem água.
 
Depois de uma semana de conversações em junho sem efeitos, a ONU pressiona agora a coligação saudita a autorizar que mais navios mercantes atraquem nos portos do Iémen para ajudar o país.