O exército francês baleou mortalmente um homem, que atacou várias pessoas com uma faca na estação de comboios de Marselha, Saint Charles, neste domingo.

O ministro francês do Interior, Gérard Collomb, que se deslocou a Marselha, confirma a morte de duas mulheres na principal gare do sul de França.

O gabinete de contraterrorismo já abriu uma investigação ao ataque, segundo fonte citada pela Reuters.

Não há ainda confirmação de que se trate de um "ato terrorista", mas esta é, para já, a pista mais provável para as autoridades. 

O atacante, com idade estimada entre 25 e 30 anos, terá gritado "Allahu Akbar" (Alá é grande) antes de atingir os transeuntes.

Os caminhos de ferro franceses estão a pedir às pessoas para não evitarem a estação, mesmo tendo viagens marcadas.