"De 19 de março a 27 de abril, verificaram-se 1.244 mortes sinalizadas nos estabelecimentos de saúde e 5.044 feridos", detalhou a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), num relatório.