O Ministério da Saúde da Costa Rica informou este domingo que está a usar na luta contra o mosquito Aedes aegypti - transmissor dos vírus Zika, dengue e chikungunya - uma bactéria para neutralizar o vetor, adiantou a agência EFE.

A bactéria, chamada spinosad (“Saccharopolyspora spinosa”), aplica-se em forma de comprimido em depósitos de água de grande dimensão, naturais ou não, nos quais se suspeita que o mosquito se reproduz.

A bactéria atua apenas sobre as larvas via ingestão ou contacto, não mata o mosquito adulto, e não gera qualquer toxicidade para o ser humano.