Um casal emigrante foi assassinado com uma arma branca em Edmonton, no Canadá, na sexta-feira. 

O cenário encontrado pela polícia foi descrito pelo seu porta-voz como “perturbador”, como cita a CBC News.

"É uma tragédia que uma coisa destas aconteça a um casal que está a viver os seus últimos anos de vida”, disse o porta-voz da polícia, Scott Pattinson.

João Nascimento tinha 93 anos, Maria Nascimento tinha 81 anos. Os dois viviam naquela casa já há algum tempo. Na sexta-feira, segundo testemunhas, um homem estranho aos vizinhos foi visto a rondar o quintal da casa dos portugueses.

"Uma Unidade da Divisão (da Polícia) da baixa da cidade recebeu uma notificação de uma pessoa suspeita numa residência perto da 111 Street e da 111 Avenue, por voltas das 12:30 locais", refere um comunicado da Polícia de Edmonton, divulgado no sábado.

A polícia anunciou a detenção de um homem de 31 anos, suspeito de ter matado os dois portugueses. O homem terá furtado a faca com que matou João e Maria Nascimento de uma outra casa.

De acordo com o canal estatal de televisão, citando Tony Earring, um amigo de longa data do casal, João Nascimento mudou-se para Edmonton na sua juventude, onde conheceu Maria Nascimento numa igreja portuguesa que frequentava quase todos os dias, e teve de desistir do sacerdócio, pois pretendia tornar-se padre.

O casal, junto há décadas, não tinha filhos. 

João Nascimento foi proprietário de uma pequena loja de produtos alimentares, trabalhando depois como instrutor de condução em Edmonton. Há cerca de dez anos, devido a problemas cardíacos, foi obrigado a reformar-se de vez.

As autópsias estão marcadas para terça-feira. 

Segundo os censos de 2011, existem 429.850 portugueses e lusodescendentes no Canadá, encontrando-se em Edmonton 7.760.