O Presidente da Alemanha, Joachim Gauck, abandonou Lima, Peru, onde estava em visita oficial, e cancelou a sua visita ao Uruguai, devido ao acidente da companhia aérea Germanwings, avançou a agência Efe.

Gauck optou por regressar à Alemanha após ter tido conhecimento do acidente da transportadora low-cost, que caiu nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, durante o percurso entre Barcelona e Düsseldorf.

A320: caixa negra está danificada, diz ministro francês

O chefe de Estado alemão já tinha expressado consternação anteriormente, através de um comunicado difundido através do Peru.

«Foi com grande consternação que soube do terrível acidente aéreo. Os meus pensamentos estão com os familiares e amigos das vítimas.»


A bordo do avião seguiam 67 alemães e 45 espanhóis, segundo estimativas da transportadora aérea.

Esta quarta-feira, o consulado argentino em França, citado pela agência Télam, informou que dois passageiros a bordo do Airbus A320 eram de nacionalidade argentina.

O Governo japonês também avançou que dois dos seus cidadãos se encontravam no avião.

A320: as histórias e os rostos da tragédia