O Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou em Janeiro de 2009 uma variação homóloga de 0,1 por cento, o que compara com a diminuição de 4,7% verificada em Dezembro, avança o Instituto Nacional de Estatística.

O acréscimo do índice agregado reflecte os efeitos conjugados de uma variação positiva de 3,3%, no comércio de Produtos alimentares e de uma variação negativa de 2,3%, no comércio de Produtos não alimentares com combustíveis (menos 1,4% e menos 7,3%, respectivamente, em Dezembro).

No segmento de comércio de Produtos não alimentares sem combustíveis a variação foi negativa de 2,1% (menos 6,8% em Dezembro).

O emprego e as remunerações, apresentaram taxas de variação homóloga de 0,7% e de 2,2%, respectivamente.

O número de horas trabalhadas corrigidas dos efeitos de calendário, também em termos homólogos, registou uma variação negativa de 0,1%.