As imagens da detenção de Justin Bieber pela polícia de Miami, EUA, vão ser divulgadas, mas sem que os genitais do cantor estejam visíveis.

A ordem é do juiz William Altfield, que considerou que as imagens da detenção de Bieber violavam a privacidade do cantor, já que é possível ver parte dos genitais do artista quando foi obrigado a realizar um teste à urina.

«O tribunal considera que existe um direito à privacidade no que diz respeito à exposição e divulgação dos genitais do réu», disse o juiz, segundo a agência Reuters.

A divulgação das imagens surge a pedido de vários meios de comunicação social que pretendem acesso aos vídeos da polícia. Uma vez que a lei do estado da Florida considera que todas as provas de um caso de justiça são públicas após serem passadas para a defesa, tapar o pénis de Bieber é o máximo que o juiz pode conceder ao réu.

As pessoas «não são como animais de um zoo para serem filmadas e fotografadas à vontade pelo público ou pelos meios de comunicação», afirmou o juiz.