Uma grande operação policial na estação de comboio na estação de Nîmes, em França, que levou ao encerramento da gare e consequente evacuação do local, levou vários jornalistas ali presentes a noticiarem tratar-se de uma eventual ação terrorista, face aos recentes ataques registados Barcelona e Cambrils, em Espanha, bem, como na Finlândia.

No Twitter,  as autoridades locais esclarecem que não foi registado qualquer tiroteio, tendo o forte dispositivo policial estado relacionado com uma denúncia relativa a um indivíduo suspeito, que foi interrogado pelas autoridades. 

Esta estação  de Nîmes situa-se numa zona muito próxima da meta da Vuelta, a prova rainha do ciclismo espanhol, encontrando-se, por isso, no local vários jornalistas desportivos. Segundo o jornal a "Marca" e a rádio Cadena SER, vários jornalistas espanhóis ficaram retidos no local. A "Marca" avançou mesmo que, segundo informações recebidas por responsáveis da Vuelta, três indivíduos armados teriam sido detidos - o que não se verificou.