O cinema português que se estreou em 2015 no circuito comercial foi visto por 940.063 espectadores, registando o valor mais elevado desde 1975, segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), citados pela agência Lusa.

Os portugueses não só foram mais vezes ao cinema em 2015 como viram mais filmes portugueses. Dos 14,5 milhões de espectadores contabilizados, 940.063 (ou seja, 6,5%) viram cinema português.

Para este aumento terão contribuído "O pátio das cantigas" e "O leão da Estrela", ambos de Leonel Vieira, os dois filmes portugueses mais vistos de 2015, somando mais de 785 mil espectadores.

Em termos globais, em 2015, as salas de cinema em Portugal registaram um aumento de cerca de 20%, tanto em número de espectadores (mais 2,5 milhões), como em receita bruta de bilheteira (mais 12,1 milhões de euros), comparando com 2015.

No ano passado, estrearam-se 355 longas-metragens, dominando a presença de produção europeia nos cinemas, embora esse facto não se tenha refletido em espectadores - os filmes norte-americanos foram vistos por 70,3% dos espectadores, enquanto os europeus, por 19,9%.

Em 2015, foram produzidos 50 filmes portugueses com o apoio financeiro do ICA, o que representa um aumento de mais de 85% em relação a 2014.

A NOS Lusomundo Cinemas continua a ser líder no mercado, detendo uma quota de 62,3%, no que toca a receitas brutas de bilheteira.

No geral, o filme de animação "Mínimos" foi o mais visto em Portugal, em 2015, com 937.383 espectadores e 4,7 milhões de euros de receita de bilheteira.