Última atualização

"Até ao momento, cerca de 15 pessoas foram mortas, estas são baixas da República Popular de Donetsk", disse  Vladimir Kononov, um oficial das forças rebeldes, citado pela agência Reuters. 


Maryinka estão a arder. 

"A situação começou a detriorar-se na última noite, o inimigo começou a bombardear as nossas posições", disse  Oleksander Poronyuk. "Em consequência destes ataques,  Maryinka ainda está a arder".


Mineiros presos

Os combates desta quarta-feira levaram a cortes de energia, que deixaram centenas de mineiros aprisionados. 




Cessar-fogo ameaçado











"Provocações"

"Em Moscovo, estamos a seguir de forma muito próxima [o assunto] e estamos profundamente preocupados com as ações das forças armadas ucranianas que estão, tanto quando podemos observar, a provocar a situação", disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.